14 de dezembro de 2017 Sua empresa em boas mãos
Página Inicial
Nossos Clientes
Endereço
Fale Conosco
17895 visitas
desde 14/07/2009
2009/2010
  Bem Vindo!
ABC do Empresario

DOMÉSTICA: 

A partir de outubro as regras, para admissão desses profissionais, mudam completamente.

 

 

     É HORA DE ACERTAR AS CONTAS COM O LEÃO!          

IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

 

QUEM É OBRIGADO A DECLARAR?

  • Pessoa física com rendimentos a partir de 17 mil reais
  • Pessoa física com rendimentos não tributáveis a partir de 40 mil reais
  • Pessoa física com variação patrimonial a partir de 300 mil reais

 

NOVIDADE PARA EMPRESÁRIOS:

         Este ano não está obrigado a declarar quem é empresário, só pelo fato de ser sócio de empresa, como era antes do exercício 2009. Entretanto verifique se seus rendimentos não se enquadram nos três itens anteriores. Consulte seu contador para saber qual foi sua retirada de LUCRO, que é um rendimento não tributável. Atenção ao seu aumento de capital, verifique o valor de suas cotas, estas podem aumentar a sua variação patrimonial. Aluguéis são rendimentos tributáveis, portanto se somam a salários e ao pró labore.

 

A MALHA:

         Existem meios eletrônicos pelos quais a Receita Federal fica sabendo quanto você obteve de rendimentos tributáveis no ano base. As imobiliárias informam na DIMOB os aluguéis recebidos no CPF do proprietário. A Dirf informa os rendimentos de salários pagos pelas empresas. E atenção! Se você colocar um dependente para abater despesas médicas ou planos de saúde, tem que informar os rendimentos deste dependente em sua declaração, mesmo que ele receba aposentadoria do INSS no valor de um salário mínimo.

 

Rosa Staffa

CRC/RS 28.770

 

 

   CERTIFICADO DIGITAL É OBRIGATÓRIO

 

Todas as empresas que não estão enquadradas no simples nacional, tem que providenciar este documento "Certificado Digital", para entregar a Declaração do Imposto de Renda Jurídica, a Dacon, a DCTF e outros documentos obrigatórios que é de responsabilidade do escritório de contabilidade entregar por meio eletrônico e do empresário de fornecer o certificado.

Para tanto é necessário providenciar vários documentos e uma autorização que o escritório já mandou para seus clientes desde novembro de 2009. Autorizando a inscrição no cadastro da Serpro. O custo deste documento para o empresário, pago para a Serpro via boleto bancário do Banco do Brasil, é de R$ 150,00. O prazo final para obtermos este documento é 28 de fevereiro de 2010, para evitar as correrias e o congestionamento do sistema e  em consequência a perda de prazo que poderão gerar multas de até R$ 500,00.

                                                                 Rosa Staffa e equipe.